• +55 (16) 3946-3826 / (16) 3511-5500
  • addn@addn.com.br
  • Seg - Sex: 07:00 - 17:00 e (Plantão 24 horas)
Imagem retirada de http://mercadopopular.org/wp-content/uploads/2014/09/bc.jpg
Imagem retirada de http://mercadopopular.org/wp-content/uploads/2014/09/bc.jpg

O Chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, chamou atenção nesta terça-feira, 26, mais uma vez, para o bom resultado da conta comercial brasileira, dentro do balanço de pagamentos. Em agosto, o superávit comercial foi de US$ 5,325 bilhões e, no ano, ele já chega a US$ 46,303 bilhões.

Ele destacou que o resultado da conta corrente em agosto, de déficit de US$ 302 milhões, ficou muito próximo da estabilidade. "A conta corrente em agosto faz com que permaneça a trajetória de redução dos déficits", pontuou. "Em valores acumulados, os US$ 3,013 bilhões de déficit em 2017 são o melhor resultado desde 2007", citou.

De acordo com Rocha, o resultado da conta corrente em agosto está ligado principalmente ao desempenho da balança comercial. "As exportações seguem crescendo e também vemos crescimento das importações nos últimos meses", afirmou. "Esse crescimento de importações está ligado à recuperação da economia."

Ainda assim, segundo ele, a alta das exportações é mais intensa que a verificada entre as importações, o que torna a balança comercial favorável. No acumulado de 2017 até agosto, as exportações já somam US$ 145,605 bilhões, enquanto as importações atingiram US$ 99,303 bilhões. "As importações devem crescer mais a partir do ano que vem, em função do crescimento econômico", disse.

Fonte: Udop, com informações do Estadão Conteúdo (texto extraído do portal da Revista IstoÉ Dinheiro)

  • Telefone:
    +55 (16) 3946-3826 / (16) 3511-5500

  • Amadeu Bonato 43, Dist. Industrial, Sertãozinho, SP

Sobre

Desde 1993 atuando no ramo metalúrgico, a ADDN dispõe de corpo técnico do mais alto nível, que domina tecnologias de projeto e fabricação compatíveis com as exigências de mercados.